No começo dos anos 90, a Schrader desenvolvia a primeira geração da tecnologia de sensores que mediam a pressão e a temperatura dos pneus automotivos. Em 1993, a Schrader solicitou a primeira patente sobre TPMS e, em 4 de fevereiro de 1997, o inventor Jerry Robinson, da Schrader, recebeu a patente número 5.600.301 como "Sistema Remoto de Monitoramento da Pressão de Pneu Usando Identificação de Pneu Codificada e Transmissão por Rádio Frequência, e Possibilitando Recalibração via Rotação ou Substituição de Pneus". Os primeiros veículos produzidos com a tecnologia TPMS da Schrader ocorreu em 1997, com as plataformas Corvette C5 e Prowler da Chevrolet®. Recentes inovações ao TPMS surgiram, como o tipo de válvula por "gancho" da Schrader para TPMS (inventor Frank Banzhof, da Schrader, patente EUA número 6.005.480 em 21 de dezembro de 1999). Aproveitando o sucesso da empresa, em 1999 a Schrader equipou todos os veículos Renault® Laguna com TPMS, resultando na primeira produção de alto volume de um veículo capacitado com TPMS. Outros fabricantes de automóveis seguiram; porém, o marco seguinte foi a legislação TREAD, que incentivou a adoção de TPMS nos Estados Unidos, no começo dos anos 2000.